Autodiagnóstico do sono é fundamental para evitar acidentes

Antes de desligar, o cérebro manda alguns sinais. Fazer o autodiagnóstico do sono é fundamental.

Recentemente um vídeo de um acidente no Ceará viralizou nas redes sociais. O motorista, um padre que dirigia uma caminhonete entre as cidades de Sobral e Groaíras, invadiu a pista contrária e caiu no lago, após dormir ao volante. Felizmente o acidente não teve grandes consequências. Porém, principalmente quando caminhões e conjuntos de veículos de carga estão envolvidos, uma piscada de segundos pode ser fatal. A boa notícia é que é possível evitar este tipo de acidente no transporte rodoviário de cargas, fazendo um autodiagnóstico do sono.

Quem explica melhor sobre o assunto é o Diretor Técnico da TRS Engenharia, o engenheiro Rubem Penteado de Melo, doutor em engenharia mecânica, consultor e instrutor com mais de 30 anos de experiência na área de segurança viária. “É possível identificar quando se está entrando nas fases do sono e tomar a decisão de interromper a viagem, para evitar um acidente”, assegura.

Autodiagnóstico do sono

O engenheiro explica ainda que antes de o cérebro efetivamente desligar o corpo dá alguns sinais que podem ser identificados pelo motorista. São eles:

  1. Piscadas demoradas: quando o olho começa a pesar e as piscadas se tornam mais lentas;
  2. Mudar de posição no banco: nesta fase, o corpo começa a tentar se acomodar e fica escorregando de um lado para outro no banco;
  3. Por a mão na cabeça: neste estágio, as mãos são direcionadas para a cabeça, nuca, orelhas e olhos, num sinal claro de que o corpo exige descanso. Muitos mexem no boné ou nos cabelos;
  4. Mudar o encosto do banco de posição : o corpo está visivelmente tentando encontrar uma posição para dormir;
  5. Apagão do cérebro: estágio final, em que o cérebro realmente desliga por alguns segundos, o que pode ser conclusivo para o acidente.

Como evitar?

Saber identificar os sinais de sono é um bom começo, mas é importante que o motorista aja de forma consciente para evitar o acidente. A recomendação, aos primeiros sinais, é que se pare em um local seguro para lavar o rosto, tomar um café ou até mesmo água. Se isso não for suficiente, porém, dormir por algum tempo é recomendado. 

“Muitos me perguntam sobre a quantidade e eu costumo dizer que ela deve ser suficiente. Em alguns casos, 15 minutos resolvem, mas se for necessário dormir mais, isso não deve ser um problema. Não é antiprofissional descansar quando necessário, mas sim continuar uma viagem com sono, correndo o risco de dormir e causar um grave acidente. Isso sim é antiprofissional.”

Invista em conhecimento

Apesar de ser um tema importante para a prevenção de acidentes, muitos motoristas envolvidos no transporte rodoviário de cargas ainda não sabem identificar os sinais de sono. Por isso, investir em conhecimento, por meio de cursos e treinamentos, é fundamental para garantir a segurança da frota de sua empresa. 

O módulo Autodiagnóstico do sono é um dos cursos online oferecidos pela TRS Engenharia, que conta com uma vasta gama de módulos na área de prevenção de acidentes. Nele, é possível aprender, em formato de educação à distância, o que influencia no sono, quais são os sinais e recomendações para evitar acidentes. O curso pode ser acessado remotamente e visto a qualquer momento, o que facilita o aprendizado e a adesão por parte da equipe.

Quer saber mais sobre este ou outros cursos ofertados pela TRS Engenharia? Acesse nossa área de cursos!

Compartilhar

Outros Posts